c SAÍDA DE WEINTRAUB É “MOEDA DE TROCA” DE BOLSONARO E MOURÃO BUSCANDO ESTABILIDADE – UJC
Home Educação SAÍDA DE WEINTRAUB É “MOEDA DE TROCA” DE BOLSONARO E MOURÃO BUSCANDO ESTABILIDADE
SAÍDA DE WEINTRAUB É “MOEDA DE TROCA” DE BOLSONARO E MOURÃO BUSCANDO ESTABILIDADE

SAÍDA DE WEINTRAUB É “MOEDA DE TROCA” DE BOLSONARO E MOURÃO BUSCANDO ESTABILIDADE

0

SAÍDA DE WEINTRAUB É “MOEDA DE TROCA” DE BOLSONARO E MOURÃO BUSCANDO ESTABILIDADE

Νa tarde de hoje, 18 de junho, sai do governo Bolsonaro-Mourão o ministro da Educação, Abraham Weintraub. O ministro, que marcou sua gestão pelo congelamento e corte de gastos para as universidades e institutos federais, por intervenções nas instituições de ensino, mas, principalmente por sua militância a favor do obscurantismo neoliberal e da ideologia fascista e anticomunista.

Weintraub começa a deixar o governo nessa tarde, alegando convite para trabalhar em um banco – demonstrando o real conjunto de interesses da composição desse governo, que é beneficiar os empresários nacionais e internacionais em detrimento dos trabalhadores e da juventude.

Não se enganem: Weintraub não caiu como ministro por pressão popular ou por ter sido um ministro em completo descompasso com os interesses dos estudantes e trabalhadores da educação. Weintraub, que já era um elemento de instabilidade dentro do governo Bolsonaro-Mourão, foi limado em uma clara tentativa desse governo de manter um mínimo de estabilidade e legitimidade política – sobretudo agora que está sob ataque de inquéritos sobre as fake news da campanha eleitoral e da disputa entre as instituições do Estado sobre os rumos do país. Para aumentar a instabilidade, na manhã de hoje foi encontrado o laranja e lacaio da família Bolsonaro, Fabrício Queiroz, em um sítio de Atibaia.

Cada vez mais, o MEC passa a ser uma “moeda de troca” de Bolsonaro em busca de acordos com o setor ideológico e o centrão, portanto podemos esperar nos próximos dias que a escolha do novo ministro tente dar vazão a essa negociação entre Bolsonaro e os setores que ele tenta arregimentar para manter seu governo de pé.

O governo Bolsonaro-Mourão “deixa ir os anéis para não perder os dedos”, mas os trabalhadores e a juventude vão derrubá-lo puxando o braço inteiro. Não devemos ter qualquer ilusão com o próximo Ministro da Educação: enquanto se mantiver o programa econômico ultraliberal de Paulo Guedes, os interesses desse governo serão os interesses dos capitalistas.

FORA BOLSONARO E MOURÃO!
PELOS DIREITOS SOCIAIS E LIBERDADES DEMOCRÁTICAS!
PELO PODER POPULAR NO RUMO DO SOCIALISMO!