c JUSTIÇA POR FLORENCIA GÓMEZ! – UJC
Home Internacional JUSTIÇA POR FLORENCIA GÓMEZ!
JUSTIÇA POR FLORENCIA GÓMEZ!
0

JUSTIÇA POR FLORENCIA GÓMEZ!

0

Nota de solidariedade aos camaradas da Federação Juvenil Comunista e Partido Comunista da Argentina

É com muito pesar que recebemos a notícia da morte da jovem camarada Florencia Gómez, militante da Federação Juvenil Comunista (La Fede) do Partido Comunista da Argentina (PCA). Florencia, ou Flor, como era chamada por seus camaradas, foi uma militante comunista implacável, que formava a Comissão de Gênero de sua organização.

A camarada lutou dia após dia contra as opressões impostas pelo patriarcado e pelo capitalismo, em todas suas formas. Compunha a direção da Federação Juvenil Comunista, e atuava incansavelmente pela transformação da realidade social em seu Município, São Jorge, na província de Santa Fé.

Ontem a tarde foi noticiado que Flor foi assassinada por um crime de feminicídio, um crime político perpetrado pelo patriarcado. Seu corpo, tombado na terra em que tanto lutou, carregava consigo as marcas da violência patriarcal, em suas formas mais dolorosas e sem piedade.
Nós, do Partido Comunista Brasileiro sua juventude, a União da Juventude Comunista, e Coletivo Feminista Classista Ana Montenegro, nos somamos aos camaradas da Argentina e exigimos justiça e aplicação de todos os protocolos necessários à uma investigação rápida, transparente e efetiva de sua morte, encontrando os devidos responsáveis.

Lembramos ainda que a América Latina concentra 14 dos 25 países com maiores índices de feminicídio do mundo. Argentina contabiliza uma mulher morta por feminicídio a cada 30 horas. No Brasil temos um dos índices mais altos da região, contabilizando mais de mil mortes por ano. Somos o quinto país com mais feminicídios do mundo.

A pandemia do novo coronavírus agravou ainda mais a violência às mulheres. Só nos primeiros seis meses de 2020 foram assassinadas 631 mulheres, vítimas de feminicídio – estas, impossibilitadas de deixarem suas casas durante a necessidade de isolamento social. Estas são, em sua enorme maioria, mulheres da classe trabalhadora.

Reafirmamos o caráter político deste crime e oferecemos nossa solidariedade aos camaradas da Argentina, bem como a família e amigos de Florencia. Nos somamos ao chamado dos camaradas da Fede à todas as organizações a clamar por justiça por Florencia e por todas as mulheres que diariamente são vítimas do patriarcado.

Que este crime não apague a história de luta de Flor e de tantas outras que nos foram tiradas. Que este crime, como tudo orquestrado pelo sistema desumano que vivemos, seja motivação para nossa luta.

A nossos mortos, nem um minuto de silêncio, mas uma vida inteira de lutas!