c Universidade em Movimento: Todo apoio a greve docente – UJC
Home Sem categoria Universidade em Movimento: Todo apoio a greve docente
Universidade em Movimento: Todo apoio a greve docente
0

Universidade em Movimento: Todo apoio a greve docente

0

A União da Juventude Comunista (UJC) apoia, e sua militância participa de forma ativa, da greve nacional dos docentes das IFES deflagrada pelo ANDES-SN. Apoiamos a pauta de reestruturação da carreira e melhores condições de trabalho e repudiamos a intransigência do governo, que se recusa a negociar de maneira efetiva o projeto de carreira apresentado pelo Andes há mais de um ano.

Também se mobilizam estudantes e técnico-administrativos, em apoio aos professores, sem perder de vista as suas pautas específicas. Isso ocorre como resultado das péssimas condições de trabalho e estudo, fruto da expansão universitária recentemente implementada (REUNI) e dos sucessivos cortes orçamentários na Educação realizados pelo governo Dilma.

Vemos a intensificação do trabalho docente, a precariedade das instalações universitária, salas de aula superlotadas, falta de laboratórios e de equipamentos, falta de programas efetivos de Assistência Estudantil e o aumento da lógica privada no interior das universidades.

Esses são os resultados do desenvolvimento capitalista em geral e da clara opção dos últimos governos por criar uma economia de mercado capitalista e monopolista integrada internacionalmente. O que resulta em um conjunto de medidas que visam transformar a universidade de acordo com as demandas do mercado.

Por isso, para os burocratas do governo serviçais do capital, a universidade deve ser pensada como empresa que forma a força de trabalho, presta serviços e disputa o mercado. Para tanto, deve ser eficaz na administração dos recursos escassos de que dispõe, buscando complementá-los com parcerias público-privadas, projetos, cursos pagos, financiamentos alternativos e venda de serviços.

A pauta de reivindicações docente supera o terreno meramente salarial, pois coloca a disputa política em torno da defesa radical do caráter público da universidade.

Para a União da Juventude Comunista a greve é um marco por uma nova correlação de forças na universidade brasileira. Defendemos a unidade de todos os setores em  luta dentro e fora da universidade, para resistirmos ao processo de mercantilização da educação pública e avançarmos na construção da Universidade Popular, com acesso universal e que expresse as necessidades da classe trabalhadora brasileira. A militância da UJC não medirá esforços nesse sentido.

Temos a certeza que na atual conjuntura a defesa radical do caráter público, gratuito, democrático, laico e de qualidade da universidade é extremamente necessário, embora insuficiente, para a produção e socialização do conhecimento contra e para além da ordem do capital. Por isso, a luta por uma Universidade Popular se torna um projeto elementar para a resolução dos problemas educacionais sob a perspectiva dos trabalhadores.

Todo apoio à Greve Nacional dos Professores do Ensino Público Federal!

Todo apoio às greves estudantis e dos técnicos administrativos nas universidades!

Em defesa da Universidade Pública!

Por uma Universidade Popular!

Em defesa da Carreira Docente apresentada pelo ANDES-SN!

Por melhores condições de trabalho e estudo!

Coordenação Nacional da União da Juventude Comunista