c Milhares de estudantes e trabalhadores ganham as ruas de Porto Alegre contra o aumento abusivo no valor das passagens de ônibus – UJC
Home Sem categoria Milhares de estudantes e trabalhadores ganham as ruas de Porto Alegre contra o aumento abusivo no valor das passagens de ônibus
Milhares de estudantes e trabalhadores ganham as ruas de Porto Alegre contra o aumento abusivo no valor das passagens de ônibus
0

Milhares de estudantes e trabalhadores ganham as ruas de Porto Alegre contra o aumento abusivo no valor das passagens de ônibus

0

imagemVicente Cabrera Calheiros*

Em Porto Alegre, milhares de estudantes e trabalhadores ganham as ruas para manifestar seu descontentamento com o abusivo aumento no valor das passagens de ônibus. Um amplo processo de reorganização e mobilização se coloca contra o processo de privatização do transporte público que, atualmente, é controlado por quatro empresas (CARRIS, UNIBUS, STS, CONORTE) que maximizam seus lucros pagando baixos salários aos trabalhadores. Em poucas semanas, as principais ruas e avenidas da zona central da cidade foram tomadas por manifestantes que, reunidos em diversos atos (22/03, 25/03, 27/03, 01/04 e 04/04), vem demonstrando a força do poder popular.

Este movimento vem sofrendo uma forte marginalização midiática, principalmente pela via televisiva, vindo a moldar a opinião pública de que estes estudantes e trabalhadores são, nada mais, nada menos, do que grandes “baderneiros”. Sabemos que este apelo se coloca no sentido de buscar enfraquecer esta onda de manifestações com medo de que ela deixe de ser “apenas uma onda”, e passe a mudar a realidade, com o povo na rua lutando por seus direitos.

Nesta quinta-feira, nem mesmo a chuva foi capaz de frear este movimento. A concentração em frente a Prefeitura teve um sabor especial quando, próximo das 18:30 abaixo de chuva, foi repassada aos manifestantes a informação de que o reajuste havia sido revogado temporariamente por uma liminar judicial, gerando uma ampla comemoração e valorização da luta.

A partir dai as ruas foram, mais uma vez, tomadas pelos milhares de estudantes e trabalhadores. Com aproximadamente três horas de caminhada, a manifestação se reuniu no Largo Glenio Peres e decidiu pontos fundamentais para a continuação do movimento. Dessa forma, será realizada uma assembleia no domingo (08/04), no parque da redenção, assim como foi tirado o indicativo de mais atos nas próximas semanas.

*Vicente Cabrera Calheiros é mestrando em Educação Física na Universidade Federal de Santa Maria/RS e militante da UJC e do PCB.