c Cuba SIM – Embargo NÃO!!! – UJC
Home Internacional Cuba SIM – Embargo NÃO!!!
Cuba SIM – Embargo NÃO!!!
0

Cuba SIM – Embargo NÃO!!!

0

Tradução: União da Juventude Comunista-Brasil

Original em: WFDY

Mais uma vez a Assembleia Geral da ONU, realizada ontem, dia 1 de novembro de 2017, votou uma resolução especial pela retirada do embargo estadunidense sobre Cuba. Cento e noventa e um países votaram a favor da resolução, enquanto apenas os Estados Unidos da América e seu Estado-fantoche, Israel, votaram contra.

A política estadunidense de embargo a Cuba, imposta já há mais de cinquenta anos, constitui uma violação massiva, flagrante e sistemática dos direitos humanos do povo cubano. Essa política imperialista é um ato que apela ao genocídio, buscando, por meios econômicos, estrangular a população cubana e forçar sua capitulação. O dano humanitário causado pela implementação dessa política é incalculável. Constitui um deliberado obstáculo ao desenvolvimento econômico e social de Cuba.

Apesar dessa imposição com intenções genocidas dos EUA, o povo cubano resistiu e continua resistindo, conquistando mais e mais avanços no desenvolvimento do socialismo. Ademais, a clara tentativa de isolamento de Cuba não foi capaz de barrar todas as expressões de solidariedade com o país. Cuba é internacionalmente respeitada e este respeito continuará crescendo.

Durante o XIX Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes, realizado há apenas duas semanas em Sochi, na Rússia, 290 jovens delegados cubanos provaram que o povo cubano é um exemplo de paz, solidariedade e amizade, e que a política de embargo contra sua nação não se sustenta nem se justifica. É, de fato, um puro ato de agressão criminal dos EUA contra o livre-arbítrio do povo cubano.

A Federação Mundial da Juventude Democrática expressa, mais uma vez, seu apoio incondicional à Revolução Cubana e reitera a liberdade de todos os povos em decidir o caminho de seu desenvolvimento social e econômico. A FMJD convoca seus membros a continuar expressando sua solidariedade ao povo cubano e a condenar o embargo imperialista a eles imposto pelos EUA.

Por fim, a FMJD reafirma à juventude cubana e a correspondente organização- membro, a União da Juventude Comunista (UJC), que permanece ao seu lado no confronto com o imperialismo. Sua luta e sua resistência na manutenção da Revolução Cubana trazem coragem e esperança ao movimento internacional da juventude anti-imperialista.

Viva a Revolução Cubana!

Vida longa ao movimento anti-imperialista!

Em nome da FMJD, a Birô central,

2 de novembro de 2017, Budapeste.