Home Sem categoria Colômbia, Venezuela e o futuro da América Latina
Colômbia, Venezuela e o futuro da América Latina
0

Colômbia, Venezuela e o futuro da América Latina

0

Na última quinta-feira (22/05) ocorreu na sede do PCB o debate Colômbia, Venezuela e o futuro da América Latina. Organizado pelo PCB e pela UJC, a atividade consistiu no relato de experiências de camaradas que regressaram recentemente de tarefas internacionalistas nesses países.

Por compreender a importância que tem a atual luta política nesses dois países e o papel crucial que jogam no futuro de toda América Latina, há algum tempo o PCB e a UJC tem trabalhado no sentido de reforçar a solidariedade a esses dois povos irmãos e estreitar sua relação com os movimentos sociais, a insurgência e os Partidos Comunistas desses países.

A atividade foi aberta pelo Secretário Geral do PCB, Ivan Pinheiro, com uma saudação aos 50 anos das FARC-EP, lembrando a importância histórica dessa organização, a atualidade dessa forma de luta e o fundamental papel que hoje cumprem as FARC-EP nas lutas sociais na Colômbia e em toda América Latina, expressando assim o incondicional apoio a esses bravos lutadores.

Em seguida, os militantes que estiveram nesses dois países passaram um panorama da atual situação política. Sobre a Venezuela, foi detalhada a atual ofensiva da direita venezuelana, aliada ao imperialismo, acirrada após a desaparição física de Chávez, que tenta colocar em xeque os avanços do processo de transformação que o país vivencia há alguns anos, criando um clima de instabilidade política favorável a um golpe de Estado orquestrado pela burguesia venezuelana em conluio com o imperialismo americano, situação similar a que ocorreu no Chile na década de 70. Nesse sentido, foi destacada a necessidade de se avançar nas conquistas, aprofundando o processo em curso e pautando a importância de organizar os trabalhadores, no sentido de se criar as condições necessárias para a ruptura com o capital, tendo como norte a construção do socialismo.

Sobre a Colômbia, foi relatada a recente experiência da viagem de solidariedade internacional organizada pela Marcha Patriótica, que contou com a presença de três militantes do PCB. Tanto o atual cenário de dura repressão aos movimentos sociais, com prisões, montagens judiciais e assassinatos, quanto o atual grau de mobilização e organização dos trabalhadores nesse país, foram ressaltados pelos camaradas.

Após as falas, foi aberta uma rodada de perguntas e intervenções, onde todos os presentes, não somente militantes do PCB e da UJC, mas também amigos e pessoas interessadas no debate internacional, se mostraram solidários com a causa desses dois povos.

Ao fim, foi ressaltada a importância de nos mantermos em estado de alerta nos próximos dias, tanto para uma nova investida da direita na Venezuela, quanto para a possibilidade de retrocesso dos diálogos de paz da Colômbia após as próximas eleições presidenciais marcadas para esse domingo (25/05).