c A UJC saúda a rebeldia da juventude paulista e as mais de 200 ocupações de escolas realizadas pelos secundaristas em SP – UJC
Home Destaque A UJC saúda a rebeldia da juventude paulista e as mais de 200 ocupações de escolas realizadas pelos secundaristas em SP
A UJC saúda a rebeldia da juventude paulista e as mais de 200 ocupações de escolas realizadas pelos secundaristas em SP
0

A UJC saúda a rebeldia da juventude paulista e as mais de 200 ocupações de escolas realizadas pelos secundaristas em SP

0

A União da Juventude Comunista de São Paulo saúda a rebeldia da juventude paulista e as mais de 200 ocupações de escolas públicas que já foram realizadas pelos estudantes em todo o Estado de contra a reorganização escolar promovida pelo Governo do PSDB.

As ocupações realizadas por jovens secundaristas – cuja grande maioria é adolescente – com o apoio de grande parte dos pais, professores e artistas, demostram também que a juventude continua mantendo sua tradição de combatividade e rebeldia contra o autoritarismo e o arbítrio.

As ocupações também vêm demostrando que as escolas geridas pelos alunos estão funcionando melhor do que quando administradas pelo Governo. Prova disso é o conjunto de atividades culturais e recreativas que vêm sendo realizadas nas ocupações, fruto da solidariedade da população com os estudantes.

Todos os dias estão sendo realizados saraus, shows musicais, peças de teatro, cineclubes, debates, aulas solidárias e um conjunto de atividades culturais nas escolas ocupadas. Eventos pouco vistos na educação pública do Estado. Na verdade, as ocupações têm se transformado num embrião de poder popular na educação, onde se está construindo uma escola diferente do modelo tradicionais.

A União da Juventude Comunista, através de seus núcleos secundaristas do Estado, e a Unidade Classista, por meio dos professores da rede pública estadual, estão presentes nesta luta, contribuindo de todas as formas possíveis na infraestrutura, no apoio militante e na mobilização de professores, de  pais e mães de alunos e da sociedade em geral, para que as ocupações sejam ampliadas até que que o governo revogue esta medida arbitrária.

Ousar Lutar, Ousar vencer

Ampliar as ocupações e construir a unidade entre alunos, pais, mães e professores até a vitória.

União da Juventude Comunista de São Paulo