c A Luta de Classes se Acirra no Brasil – UJC
Home Destaque A Luta de Classes se Acirra no Brasil
A Luta de Classes se Acirra no Brasil
0

A Luta de Classes se Acirra no Brasil

0

imagem

A UJC deve ser protagonista da luta da juventude e da classe trabalhadora contra o capital!!

A Coordenação Nacional da União da Juventude Comunista – Brasil, reunida entre os dias 7 e 9 de setembro em São Paulo, debateu a atual conjuntura nacional, identificando claramente a intensificação da contradição fundamental de nossa sociedade: a relação capital x trabalho. Entendemos que o momento de crescimento da UJC – fruto do acerto da linha política do PCB e da UJC – deve pautar suas ações no enraizamento nos movimentos sociais, sindicais e juvenis.

O recente período de greve de inúmeras categorias de trabalhadores, as diversificadas manifestações estudantis como a do passe livre, por mais espaços de cultura, pela expansão e melhoria da educação pública, pela retirada da PM de diversas universidades, dentre outras, apontam-nos os constantes ataques e perdas de direitos que a classe trabalhadora e a juventude vem sofrendo por parte das forças do capital. Contudo, todas estas ações, precisam ser vinculadas a um projeto de sociedade e de entendimento de mundo que rompa com a essência real do problema, para que sejam potencializadas. Para tanto, a UJC em todo o país, desde os seus núcleos de base, com atuações locais, até ações articuladas nacionalmente, deve apresentar ao conjunto da juventude que as meras reformas das políticas de estado, apesar de importantes aos trabalhadores conjunturalmente, não bastam para a transformação estrutural e concreta da realidade. Como exemplo primordial, e demonstrando o acerto tático da UJC, vem sendo a construção dos núcleos e experiências de luta por uma universidade popular além do GTUP (Grupo de Trabalho Nacional de Universidade Popular) apesar de sua recente articulação, que naturalmente traz problemas de organicidade, vem conquistando corações e mentes para um projeto que ultrapassa a simples reforma da Universidade e aponta concretamente o tipo de Universidade e sociedade que queremos.

Tendo a firmeza ideológica e um longo caminho a trilhar de reencontro da UJC com a juventude, está na ordem do dia a juventude comunista dar um salto de qualidade quanto à organização. Para este salto qualitativo em nossa organização são fundamentais as reuniões periódicas dos núcleos da UJC, que possibilitem a compreensão da conjuntura local e consequentemente uma intervenção qualificada, fortalecendo organicamente nossa militância. Soma-se a este salto, o diálogo constante das Coordenações Estaduais com a Coordenação Nacional no sentido da construção coletiva de nossa organização.

Também reafirmamos nosso compromisso com os povos em luta contra o capitalismo e o imperialismo, manifestamos nossa total solidariedade com o povo Paraguaio, o povo Cubano, as mobilizações sociais na Colômbia e todas as mobilizações que visam a superação do capitalismo tendo em vista a construção de uma sociedade socialista.

Nesse sentido, a Coordenação Nacional da UJC, aprovou algumas tarefas a serem executadas de curto e médio prazo neste final de 2012 e início de 2013, como a regularização do repasse das Coordenações Estaduais à Coordenação Nacional, bem como o acúmulo teórico sobre temas ligados a juventude (drogas, aborto, opressões etc.) e a realização dos Seminários Nacionais sobre o mundo do trabalho, o II Encontro dos Estudantes da UJC e o Acampamento de Formação Política.

O cenário que nos leva a intervenções reais e modifica concretamente a realidade está colocado: cada vez mais os trabalhadores são explorados; o Estado vem retirando os direitos sociais em detrimento da ampliação de incentivos e benesses para a burguesia; e a juventude, além de sentir estes efeitos diretos em suas vidas, vive a mercantilização da educação e a precarização de seus empregos. É nossa tarefa, intervir neste cenário e o transformar, no sentido da alteração concreta da realidade.

JUVENTUDE QUE OUSA LUTAR, CONSTRÓI O PODER POPULAR!!

São Paulo, setembro de 2012.

COORDENAÇÃO NACIONAL DA UJC.