c A FMJD pelo dia internacional dos estudantes – 17 de novembro. – UJC
Home Internacional A FMJD pelo dia internacional dos estudantes – 17 de novembro.
A FMJD pelo dia internacional dos estudantes – 17 de novembro.
0

A FMJD pelo dia internacional dos estudantes – 17 de novembro.

0

Tradução: União da Juventude Comunista-Brasil

Original em: WFDY

A Federação Mundial da Juventude Democrática reverencia a luta heroica dos estudantes por liberdade, democracia e justiça social, assim como o combate ao fascismo e ao imperialismo.

O dia 17 de novembro é tido como o dia internacional dos estudantes e é celebrado   em homenagem aos estudantes vitimados pelos nazistas na Tchecoslováquia quando,

em 17 de novembro de 1939, as forças ocupantes invadiram dormitórios da Universidade de Praga, matando nove estudantes e enviando outros mil e duzentos a campos de concentração. É um dia em comemoração à resistência gloriosa, dos estudantes de Praga, ao fascismo, assim como em comemoração ao sacrifício salutar de estudantes durante o levante popular anti-imperialista da Escola Politécnica de Atenas, Grécia, em 1973.

Já são 78 anos completados desde Praga, e 44 desde a Escola Politécnica de Atenas. Os sacrifícios longânimos e honrosos dos estudantes de nosso passado devem ser tomados como bandeiras para as lutas da atualidade.

Hoje, os estudantes têm de encarar desafios que os impõe a responsabilidade de honrar o 17 de novembro. O fenômeno do fascismo deve sempre lembrar a todos estudantes suas consequências mortíferas e desastrosas à humanidade, e todos os sacrifícios que nos precederam. No mais, os estudantes, como parte militante da sociedade, devem adentrar nos movimentos estudantis em sua luta contra os ataques institucionais ao direito à educação.

A FMJD mais uma vez convoca os estudantes a seguir o caminho da luta organizada contra as privatizações e as políticas que promovem a venda da educação pública e gratuita, e levantar suas vozes em defesa do livre acesso à educação. Os estudantes de nossos tempos devem, também, resguardar a verdade histórica contra as tentativas imperialistas de falsificar e distorcer a história, objetivando a manipulação dos povos   e das massas. A verdade da história deve guiar as lutas dos estudantes contra a dominação imperialista. As conquistas inesquecíveis dos estudantes e trabalhadores devem ser honradas, especialmente na atualidade, vide as tentativas dos imperialistas de ofuscar toda resistência, utilizando-se de uma propagandística extensivamente antipopular e anticomunista.

Nós saudamos, mundialmente, os milhões de estudantes que se somarão às manifestações e mobilizações em homenagem a este dia e aos sacrifícios dos estudantes de 1939 e 1973, assim como a todos os sacrifícios estudantis no combate ao imperialismo.

Também saudamos, em todo o mundo, a luta estudantil em favor da paz, da solidariedade e da derrocada do imperialismo, contra a exploração, opressão e a retirada de direitos.

Educação é um direito, não um privilégio!

Viva o 17 de novembro e o movimento estudantil!

Em nome da FMJD, Birô central,

17 de novembro de 2017, Budapeste.